Bastidores

Fernando Lázaro volta ao Cifut do Corinthians para integrar base e profissional

Gazeta
Gazeta Esportiva

11 de janeiro de 2021 - 15:48 - Atualizado em 11 de janeiro de 2021 - 22:30

O analista de desempenho Fernando Lázaro está de volta ao Corinthians.

A contratação tem como intuito fazer o Cifut (Centro de Inteligência do Futebol) resgatar o sucesso que foi obtido entre 2010 e 2017, quando o próprio Lázaro estava no clube.

Essa segunda-feira foi o primeiro dia de trabalho do profissional no CT Joaquim Grava.

“Voltar ao Corinthians é especial. Trabalhei aqui por 17 anos, vivenciei experiências e, depois do contato do Alessandro e do Roberto, tive oportunidade de voltar para ajudar nessa remontagem e ajustes de necessidades do clube e coordenar o departamento que ajudei na construção. É muito prazeroso reencontrar amigos e funcionários, é onde tenho minha formação e sou eternamente grato”, comentou o ‘novo reforço’, ao site oficial do clube.

Fernando Lázaro é filho do ex-lateral Zé Maria, ídolo corintiano, e visto no mercado como um dos melhores e mais bem preparados para essa importante função junto a comissão técnica.

No Corinthians, Lázaro comandará uma equipe que ainda tem Cláudio de Andrade, este trazido por Vagner Mancini, Vitor Misumi, Fábio Roberto e Tassio Rodrigues.

Além do departamento profissional, Lázaro também irá priorizar a integração da análise de desempenho entre profissional e categorias de base nesse retorno ao Timão.

Sua primeira passagem pelo clube começou em 1999, no departamento de informática, até a construção do departamento de análise de desempenho, com a consolidação da função no futebol brasileiro. Tornou-se coordenador do departamento, onde ficou lá até aceitar o convite de Tite para ir à Seleção Brasileira, no início de 2017.

Pelo Brasil, ele fez parte da comissão técnica na Copa do Mundo de 2018 e ajudou na campanha que culminou com o título da Copa América de 2019. Na sequência, se despediu da CBF e para ser auxiliar técnico de Sylvinho no Lyon, da França, onde permaneceu até o fim de 2019.

Lázaro tem as Licenças A e B da CBF Academy, além do curso de treinadores do Sitrefesp e formação em Educação Física.

O Cifut, alvo de tantos elogios durante a última década, estava “sucateado”, segundo Tiago Nunes, que chegou para comandar a equipe principal em janeiro de 2020. À época, a declaração gerou irritação dentro da diretoria, que contava com Duílio Monteiro Alves, hoje presidente, como diretor de futebol.