Corinthians

Fábio Santos fecha 2020 invicto pelo Corinthians e cheio de moral

Gazeta
Gazeta Esportiva

29 de dezembro de 2020 - 08:00 - Atualizado em 29 de dezembro de 2020 - 19:15

Fábio Santos chegou ao Corinthians em uma segunda-feira, depois de uma “simples negociação”, como ele mesmo revelou à Gazeta Esportiva. Após apenas dois dias, já foi escalado para estrear como titular.

A missão foi contra o Vasco, em São Januário, quando o Timão ainda carregava o trauma pela goleada sofrida para o Flamengo, na rodada anterior.

Lá se foram pouco mais de dois meses desde o retorno ao clube paulista. Período pequeno, em relação a uma temporada inteira, mas suficiente para o lateral esquerdo fechar o ano de 2020 sob holofotes.

Aos 35 anos, Fábio Santos ainda está invicto pelo Corinthians. A sequência teve nove jogos, seis vitórias, três empates e dois gols, ambos de pênalti.

Fábio Santos foi titular sempre. Além disso, em nenhum momento saiu de campo para ser substituído. Ou seja, foram nove jogos em sequência e completos.

O ídolo corintiano só ficou de fora de três compromissos da equipe: nos embates com o América-MG, pela Copa do Brasil, e no encontro com o Atlético-MG, pelo Campeonato Brasileiro.

Nos três casos, Fábio Santos foi impedido de jogar por força de contrato, e não por opção da comissão técnica.

Coincidência ou não, nestes jogos, o melhor resultado do Corinthians foi um empate, que, aliás, culminou com a eliminação da equipe no torneio por mata-mata. No mais, o time sofreu duas derrotas.

O retrospecto geral de Fábio Santos no ano também chama atenção.

Antes de ser contratado pelo Corinthians, ele participou de 13 compromissos pelo Atlético-MG, e só saiu de campo derrotado em duas oportunidades: diante do Unión, pela Copa Sul-Americana, e contra o Fortaleza, pelo Brasileirão.

Desta maneira, Fábio Santos vai se despedir de 2020 com 22 atuações e quatro gols. Foram participações em 13 vitórias, sete empates, além dos dois reveses citados acima.

No Corinthians, a contratação de Fábio Santos é avaliada como fundamental para o processo de recuperação do time no Brasileirão.

Ele é visto como responsável, em grande parte, pelo acerto de um sistema defensivo que levou apenas um gol nos últimos seis jogos e também pelas possibilidades que se criaram, a partir daí, para a equipe conseguir acertar a transição na saída de bola.

Fora de campo, dirigentes e funcionários que trabalham no CT Joaquim Grava apontam constantemente para a importância de Fábio Santos no dia-a-dia, nos treinos, nos bastidores, junto aos jovens e na composição do grupo que lidera o elenco.

Por causa desse histórico vencedor, regular e de alta confiança interna, Fábio Santos vai iniciar 2021 como um dos protagonistas do Corinthians, responsável por boa parte da esperança e expectativa incorporadas por torcedores corintianos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.