Atlético-MG

Ex-volante Adilson é demitido do cargo de auxiliar do Atlético-MG

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Ex-volante Adilson é demitido do cargo de auxiliar do Atlético-MG

5 de janeiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 5 de janeiro de 2020 - 00:00

Adilson se aposentou dos gramados no ano passado por problemas cardíacos (Foto: Bruno Cantini/CAM)

O auxiliar Adilson foi demitido da comissão técnica do Atlético-MG. A informação foi publicada inicialmente pelo portal Superesportes, que ainda afirmou que o ex-volante de 32 anos foi comunicado de seu desligamento do cargo pelo diretor de futebol Rui Costa.

Ainda segundo o veículo, o ex-jogador ficou “muito chateado” com a decisão do clube. A mudança teria ocorrido por conta da chegada do técnico Rafael Dudamel. O venezuelano vem ao Brasil acompanhado de quatro profissionais de sua confiança: o auxiliar técnico Marcos Mathías, o preparador físico Joseph Cañas, o analista de desempenho Rodrigo Piñón e o coach motivacional Jeremías Álvarez.

Em nota, a assessoria de imprensa do Galo informou que a situação do auxiliar ainda será definida pela diretoria. “Com relação ao Adilson, que em 2019, após o anúncio do encerramento de sua carreira, experimentou a função de integrante da comissão técnica, ele foi avisado, por meio de seu empresário, para não se apresentar no dia 8, junto com o elenco do Atlético, enquanto sua situação não for definida pela diretoria”, escreveu o clube.

Em julho do ano passado, Adilson anunciou a aposentadoria precoce dos gramados devido a um problema cardíaco. Em exame realizado durante a parada para a Copa América de 2019, o ex-meio-campista foi diagnosticado com cardiomiopatia hipertrófica.

Logo após pendurar as chuteiras, ele ganhou a oportunidade de se tornar auxiliar técnico do clube mineiro. Em campo, Adilson disputou 99 partidas pelo Atlético-MG, somando dois gols marcados. Além disso, ele conquistou o Campeonato Mineiro de 2017.