Bastidores

Ex-presidente do Corinthians, Alberto Dualib morre aos 101 anos

Gazeta
Gazeta Esportiva

14 de julho de 2021 - 01:45 - Atualizado em 14 de julho de 2021 - 03:00

Alberto Dualib faleceu na noite desta terça-feira aos 101 anos. O ex-presidente do Corinthians estava internado no Hospital Santa Catarina desde junho deste ano. A causa da morte não foi informada.

Dualib foi um dos mais icônicos mandatários do Timão. O cartola dirigiu o Corinthians de 1993 a 2007, ano em que acabou renunciando ao cargo. Durante seus mandatos, o clube conquistou cinco Campeonatos Paulistas (1995, 1997, 1999, 2001 e 2003), duas Copas do Brasil (1995 e 2002), três Campeonatos Brasileiros (1998, 1999 e 2005), além de um Torneio Rio-São Paulo (2002) e um Mundial de Clubes (2000).

Dualib deixou a presidência do Corinthians em 2007 durante um processo de impeachment que tramitava no Conselho Deliberativo do clube, tendo seu nome excluído do quadro de sócios em 2008, sendo alvo, inclusive, de investigação do Ministério Público Federal por irregularidades, como lavagem de dinheiro, estelionato e formação de quadrilha, com participação do agente iraniano Kia Joorabchian, antigo líder da MSI.

O ex-presidente Andrés Sanchez se manifestou sobre a morte de Alberto Dualib nas redes sociais.

“Infelizmente, hoje nos deixou um grande corintiano, que muitos reclamam, mas foi um grande presidente. Vá com Deus, amigo, e sabemos que sempre olhará pelo Corinthians”, escreveu o antigo mandatário do Timão.

Sócio do Corinthians desde os anos 1940, Alberto Dualib deixa três filhos, além de netos e bisnetos. O cartola era viúvo de Elvira Real Dualib desde 2011.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.