Equador

Equador surpreende e vence Uruguai com autoridade pelas Eliminatórias da Copa

Gazeta
Gazeta Esportiva

13 de outubro de 2020 - 20:07 - Atualizado em 13 de outubro de 2020 - 20:30

O Equador mostrou força e venceu o Uruguai por 4 a 2 nesta terça-feira, em Quito, pela 2ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 2022. Estrada, duas vezes, Caicedo e Plata marcaram os gols da vitória. Suárez, já no fim, descontou para os visitantes em duas cobranças de pênalti.

Após derrota para a Argentina, fora de casa, na estreia, os equatorianos se recuperaram em seus domínios e somaram seus primeiros três pontos na tabela. La Tri assumiu provisoriamente o 3º lugar.

Vindo de vitória contra o Chile em Montevideo na 1ª rodada, o Uruguai parou nos três pontos e aparece momentaneamente na 5ª posição.

O jogo

Os equatorianos rapidamente pularam na frente do placar. Aos 14 minutos, cobrança de escanteio ensaiada pela direita, Mena cruzou na medida e Caicedo se antecipou para desviar às redes. O Uruguai tentou responder rápido e marcou com Nández dois minutos depois, mas o lance foi anulado após o VAR detectar impedimento de Brian Rodríguez na jogada.

Aos 33, Valencia arrancou em contra-ataque, venceu Godín e rolou para Estrada marcar, porém o lance também foi anulado pelo VAR por conta de toque de mão de Valencia. Os donos da casa mantiveram o ímpeto e conseguiram ainda na primeira etapa; aos 48 minutos, Godín tentou cortar jogada mas acabou oferecendo a bola para Paredes bater livre dentro da área. 2 a 0.

No início da segunda etapa, o Uruguai teve outro gol anulado, também por conta de toque de mão.

Com a vantagem, o Equador soube aproveitar os espaços para ampliar. Aos oito, Estrada tabela com Valencia, que devolve de calcanhar para o atacante bater firme no canto esquerdo. 3 a 0. A vitória se encaminhou para goleada aos 29; Franco ajeitou para Plata dentro da área, que com muita categoria tirou da marcação e do goleiro.

Já nos minutos finais,  os uruguaios conseguiram marcar duas vezes com Suárez de pênalti e evitar a goleada. O camisa 9 converteu penalidade aos 38 e aos 49 minutos.