Esportes

Entenda por que Cuca reintegrou Everson ao Santos

Gazeta
Gazeta Esportiva

27 de agosto de 2020 - 15:00 - Atualizado em 27 de agosto de 2020 - 16:45

Cuca reintegrou Everson ao Santos após a extinção do processo na Justiça do Trabalho e a manutenção do contrato até dezembro de 2022.

Como a Gazeta Esportiva antecipou, o técnico conversou com o elenco sobre a possibilidade de trazer Everson de volta e a resposta foi positiva.

Na visão de Cuca, Everson errou ao processar o Peixe. O treinador entende os motivos diante de dívidas do clube, mas não concorda com a forma: sem tentar acordo com a diretoria e às vésperas da retomada do Campeonato Paulista, em julho.

Cuca gosta do futebol de Everson e, mais do que pensar em titularidade, está alinhado com a cúpula santista sobre não desvalorizar o atleta de 30 anos e que não tem qualquer proposta oficial.

Reintegrar Everson significa impedir um novo processo na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) e não diminuir o valor de mercado com treinos individuais ou na equipe B. O investimento junto ao Ceará foi de R$ 3 milhões em 2019.

O empresário Edson Neto e o advogado João Henrique Chiminazzo, os representantes de Everson, estiveram na Baixada Santista na última quarta-feira e se mostraram a favor de colocar fim em qualquer batalha judicial e “passar uma borracha” no assunto.

Entre outros temas conversados, uma das pautas foi o pagamento dos custos do processo encerrado na Justiça do Trabalho. O total se aproxima de R$ 400 mil e, de acordo com a decisão do juiz, deveria ser pago pelo jogador.

Edson e Chiminazzo conversaram com Everson, que mantém contato frequente com Cuca. O técnico santista também foi importante para o acordo de Eduardo Sasha e o lucro na venda ao Atlético-MG.

Sem Everson, Vladimir assumiu a posição e ganhou a concorrência de João Paulo após lesão. A próxima partida será contra o Flamengo, domingo, na Vila Belmiro.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.