América-MG

Em clássico mineiro, Cruzeiro recebe o América-MG em busca de reabilitação na temporada

Gazeta
Gazeta Esportiva

28 de agosto de 2020 - 20:00 - Atualizado em 28 de agosto de 2020 - 20:32

Neste sábado, Cruzeiro e América-MG protagonizam o primeiro clássico mineiro da atual edição da Série B do Campeonato Brasileiro. O confronto ocorre no Mineirão, com mando da Raposa, às 19h (de Brasília), pela sexta rodada do torneio.

E os anfitriões entram em campo precisando vencer. Isso porque o clube vem de uma sequência ruim na temporada. Além de não ter vencido os últimos dois jogos do Brasileirão, com uma derrota e um empate, o time foi precocemente eliminado da Copa do Brasil, ao ficar apenas no 1 a 1 com o CRB.

Dessa forma, o técnico Enderson Moreira deve mandar a campo o que tem de melhor. Para isso, o comandante contará com os retorno de Patrick Brey, Henrique, Régis, Claudinho e Arthur Caike, que estavam impossibilitados de atuar na Copa do Brasil por já terem jogado por outras equipes.

Outro fator que anima a torcida celeste é o retrospecto do confronto. Em 370 jogos, foram 157 triunfos do Cruzeiro, 101 do Coelho e 112 empates. Em duelos apenas no Mineirão, são 66 vitórias da Raposa, 25 dos rivais e 44 igualdades.

Já do outro lado, o América chega confiante para o clássico. O time do técnico Lisca vem de vitória no Brasileirão e com vaga confirmada na Quarta Fase da Copa do Brasil.

“É um grande jogo, um clássico local. O Cruzeiro teve essa dificuldade de começar com menos seis pontos, largou bem, mas nas últimas duas rodadas não conseguiu vencer. O América também teve duas ou três rodadas que não venceu, mas recuperou, a gente conseguiu chegar próximo ao G4. Nós estamos encarando como um jogo decisivo para a gente, talvez, entrar no G4, mas o mais importante é nessas 10 ou 15 primeiras rodadas estar ali próximo”, avaliou Lisca.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO X AMÉRICA-MG

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (BH)

Data: 29 de agosto de 2020

Horário: 19h (de Brasília)

Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli

Assistentes: Frederico Soares Vilarinho e Leonardo Henrique Pereira

CRUZEIRO: Fábio; Cáceres, Léo, Cacá e Giovanni (Patrick Brey); Jadsom (Henrique), Ariel Cabral, Maurício, Régis e Stênio (Arthir Caíque); Marcelo Moreno.

Técnico: Enderson Moreira

AMÉRICA-MG: Matheus Cavichioli; Daniel Borges, Messias, Eduardo Bauermann e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho e Alê; Matheusinho, Léo Passos (Toscano) e Rodolfo.

Técnico: Lisca

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.