Botafogo

Em busca de alternativas, Botafogo coloca condições para se tornar S/A

Gazeta
Gazeta Esportiva

19 de maio de 2021 - 17:20 - Atualizado em 19 de maio de 2021 - 17:32

O Conselho Deliberativo do Botafogo se reunirá no fim de maio para aprovar a proposta de Sociedade Anônima formulada por Gustavo Magalhães. O clube se apressa para adiantar o projeto e, então, começar a captar recursos.

No projeto, o contrato da S/A será de 50 anos, renováveis por mais cinquenta. Contudo, o clube impôs algumas condições para os investidores. Caso alguma delas ocorra, o Botafogo reassumirá o controle do futebol. Entre as medidas, estão a conquista de títulos importantes em dez anos e não ser rebaixado.

Além disso, a empresa terá que pagar royalties ao time para o pagamento de dívidas. Outra imposição é não acumular dívida superior a R$ 25 milhões.

Caso alguma destas imposições seja descumprida, a empresa terá que pagar uma multa de R$ 5 milhões e a “recompra” por parte do Botafogo terá o valor simbólico de R$ 1.

A diretoria do time espera arrecadar até R$ 550 milhões após a aprovação do projeto. O valor é considerado o ideal para viabilizar o clube neste momento.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.