Bastidores

Elenco do Valencia manifesta apoio ao Diakhaby após caso de racismo

Gazeta
Gazeta Esportiva

5 de abril de 2021 - 10:39 - Atualizado em 5 de abril de 2021 - 11:00

Nesta segunda-feira, o elenco do Valencia voltou a protestar contra o ato racista ocorrido no jogo contra o Cadiz. O jogador Diakhaby disse ter sofrido ofensas durante a partida, e por conta disso, decidiu deixar o gramado, acompanhado por seus companheiros de equipe.

No treino desta segunda, um dia após o ocorrido, o elenco voltou a se posicionar. Com Diakhaby na frente, todos os atletas fizeram um sinal de “pare” com as mãos. Além do time, a comissão técnica e até o presidente participaram do ato.

O clube também se manifestou em relação à volta dos atletas ao gramado, uma vez que o árbitro da partida indicou as possíveis punições. A instituição afirmou que a decisão de voltar foi do elenco e com indicação do próprio jogador que sofreu o ato racista, sem motivação da direção.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.