Esportes

Elano vê final da Libertadores bem dividida e aponta Lucas Braga como ‘Rei da América’

Gazeta
Gazeta Esportiva

25 de janeiro de 2021 - 19:28 - Atualizado em 26 de janeiro de 2021 - 00:00

A apenas cinco dias da grande final da Libertadores, o ex-jogador Elano afirmou que não há um favorito para levantar o troféu. Em entrevista exclusiva ao Gazeta Esportiva, da TV Gazeta, o campeão da américa em 2011 com o Santos destacou que enquanto o Peixe tem uma ótima arma em seus rápidos contra-ataques, o Palmeiras pode apostar na qualidade do seu vasto elenco.

“Não tem favorito, eu vejo duas equipes em grandes momentos, está bem dividido. Hoje, tanto o Abel quanto o Cuca encontraram uma forma de jogar que vem dando resultado. Eles acharam um conceito de jogo. O Santos com um contra-ataque muito rápido e o Palmeiras com três ou quatro jogadores para cada posição. Acho que nenhum vai fazer grandes mudanças para a final”, analisou.

O ex-técnico da Inter de Limeira também aproveitou para deixar a sua opinião sobre quem foi o melhor jogador da Libertadores de 2020. Ao seu olhar, o ‘Rei da América’ foi Lucas Braga, mas ele reconhece o peso que Marinho e Soteldo têm para a boa campanha do Alvinegro Praiano.

“Pela ligação que eu tenho com o Lucas Braga, eu queria que fosse ele. Nós trabalhos juntos aqui e eu sei a paixão dele pelo Santos. Mas eu sei que Marinho e Soteldo vão ter que assumir o jogo, chamar a responsabilidade para poder decidir”, finalizou.

Atualmente, Elano está tirando a licença Pró da CBF, a última que precisa ter no futebol brasileiro. O seu último trabalho como técnico foi no Figueirense, mas sua trajetória pela equipe catarinense durou apenas três meses.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.