América-MG

Edenílson comemora empate com o América-MG e fala sobre improviso como goleiro

Gazeta
Gazeta Esportiva

27 de junho de 2021 - 22:53 - Atualizado em 27 de junho de 2021 - 23:30

Em jogo muito brigado e aberto para as duas equipes, o América-MG dificultou a vida do Internacional e cedeu apenas o empate por 1 a 1 neste domingo. O jogo no Independência teve contornos dramáticos para os gaúchos, que saíram felizes com o ponto conquistado.

“Primeiro, parabenizar a equipe. Jogo difícil. A equipe do América-MG veio com proposta de competir bastante e nos surpreendeu no início. A gente acabou entrando um pouco desligado. O professor chamou atenção no intervalo, a gente voltou melhor”, analisou em entrevista ao GE.

Além de dar o passe para o gol de empate de Rodrigo Dourado, o camisa 8 do Internacional ainda teve que substituir o goleiro Daniel nos últimos cinco minutos da partida. Edenílson lembrou que já havia atuado como goleiro quando jogava na Itália.

“Uma situação atípica. No Gênoa eu já tinha tido essa experiência, por isso fiquei tranquilo para ajudar a equipe. Agora é trabalhar que já tem jogo difícil pela frente”, comentou.

Esta foi a segunda partida do Internacional sob o comando de Diego Aguirre. Edenílson falou sobre a entrega da equipe com o novo treinador.

“O professor tem passado para a gente sair com sensação de deixar tudo em campo. Fizemos de tudo para conquistar esse ponto. Tenho certeza que lá na frente vai ser importante”, finalizou o volante do Colorado.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.