Atlético-MG

Dudamel sofre primeira grande pressão no Galo após eliminação

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

22 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 22 de fevereiro de 2020 - 00:00

O Atlético-MG ainda não empolgou na temporada 2020 sob o comando do venezuelano Rafael Dudamel. No Campeonato Mineiro, o time sofreu alguns tropeços inesperados e é apenas o quarto colocado, atrás de Tombense, América-MG e Caldense. Mas o pior veio nesta semana com a eliminação logo no primeiro confronto da Copa Sul-Americana.

Depois de perder por 3 a 0 no jogo de ida na Argentina, o Atlético-MG abafou o Unión Santa Fé em casa. Conseguiu dois gols na etapa inicial, mas faltou mais um para, pelo menos, levar a decisão para os pênaltis.  Ciente do peso da eliminação, Rafael Dudamel reconheceu que não merece elogios.

“As críticas são normais, principalmente depois de uma eliminação na primeira fase. As críticas despertam a possibilidade de trabalhar para melhorar.  Quando ganhamos títulos e partidas, as críticas mudam para aplausos. Não posso esperar nada de positivo depois do último resultado”, admitiu o treinador.

Apesar do início difícil no futebol brasileiro, Dudamel deixa um recado de confiança para o futuro. “Eu sou responsável pelo que acontece, temos que assumir a tristeza e as críticas. Eles (torcedores) sabem que estamos trabalhando e vamos dar muitas alegrias”, avisou.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.