Esportes

Diretor financeiro do Corinthians contradiz Duílio sobre compra de Yony González

Por conta da pandemia do novo coronavírus, o colombiano defendeu o Timão em apenas quatro oportunidades

Gazeta
Gazeta Esportiva
Diretor financeiro do Corinthians contradiz Duílio sobre compra de Yony González
Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

11 de julho de 2020 - 15:31 - Atualizado em 11 de julho de 2020 - 17:00

Em entrevista concedida à Rádio Bandeirantes, o diretor financeiro do Corinthians, Matias Ávila, não descartou a possibilidade de Yony González deixar o clube por não ter cumprido um número mínimo de jogos.

“Existe a possibilidade. Ele não realizou o número de jogos que tornaria a compra obrigatória. Agora, isso é uma decisão do departamento de futebol. Eu não posso adiantar, não tenho informações sobre isso. Existe a possibilidade porque ele não concluiu a quantidade de jogos que tornaria a compra obrigatória. Como mudou a janela, pode ser que o Corinthians não se interesse”, disse o diretor financeiro.

A posição de Matias Ávila vai contra o que disse o diretor de futebol Duílio Monteiro Alves, que havia afirmado que a compra do jogador era obrigatória após o período de empréstimo do Benfica, que se encerrou em junho.

“O Benfica acabou recebendo propostas de compra, e a gente teve de mudar o formato. No meu entendimento, ficou bom para o Corinthians…a gente tentou o empréstimo, agora é empréstimo com obrigação de compra”, disse Duílio em fevereiro. 

Yony González chegou ao Corinthians em fevereiro. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o colombiano defendeu o Timão em apenas quatro oportunidades.