Esportes

Diniz tenta evitar que Santos repita o roteiro do São Paulo na Libertadores de 2020

Gazeta
Gazeta Esportiva

24 de maio de 2021 - 08:00 - Atualizado em 24 de maio de 2021 - 08:15

Nesta quarta-feira, o Santos encera o Barcelona de Guayaquil, fora de casa, precisando vencer para avançar às oitavas de final da Copa Libertadores de 2021. Recém-contratado, o técnico Fernando Diniz busca evitar que o filme da temporada passada se repita neste ano.

Em 2020, ainda no comando do São Paulo, o comandante viu a sua equipe ser eliminada justamente na fase de grupos do torneio continental. Em um grupo com River Plate, LDU e Binacional como rivais, o Tricolor somou apenas sete pontos e amargou a terceira colocação da chave.

Dessa forma, o clube do Morumbi foi para a disputa da Copa Sul-Americana, onde também fracassou, sendo eliminado ainda na segunda fase da competição, depois de ser superado pelo Lanús, da Argentina.

Agora, Diniz tenta salvar o Santos deste caminho. Desta vez, no entanto, o comandante não é o único responsável pela situação delicada que o time se encontra, pelo contrário. Ele assumiu a equipe na primeira rodada do primeiro turno e, em duas partidas, soma três pontos, com uma vitória sobre o Boca Juniors, em casa, e um revés para o The Strongest, na Bolívia.

Para avançar às oitavas, o Peixe precisa derrotar o Barcelona, no Equador, e torcer por um tropeço do Boca, que recebe o The Strongest. As duas partida estão marcadas para às 21 horas (de Brasília) desta quarta-feira.

No momento, os equatorianos estão na ponta, com 10 pontos, seguidos pelos argentinos, com sete. Os brasileiros estão em terceiro, com os mesmos seis pontos dos bolivianos, que estão na lanterna pelo saldo de gols.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.