Esportes

Diniz fala sobre relação com Hernanes: “As pessoas gostam de sangue escorrendo”

Gazeta
Gazeta Esportiva

27 de agosto de 2020 - 07:00 - Atualizado em 27 de agosto de 2020 - 07:30

O técnico Fernando Diniz comentou sobre sua relação com Hernanes após a vitória por 1 a 0 sobre o Athletico-PR, nesta quarta-feira, no Morumbi. Questionado por não utilizar o Profeta nos últimos jogos, o comandante tricolor garantiu que não tem qualquer tipo de rixa com o jogador, muito pelo contrário.

Nesta quarta-feira, Hernanes substituiu Gabriel Sara no intervalo e foi fundamental para que o São Paulo pudesse apresentar uma melhora em relação ao primeiro tempo. Dando mais dinâmica e consistência ao meio-campo tricolor, o Profeta aparentemente aproveitou bem os minutos recebidos de Diniz.

“Em relação ao Hernanes, fico muito contente de ele poder ter voltado, fez um bom jogo, teve uma conversa decisiva há alguns dias. As pessoas especulam muito mal e acabam produzindo maldade, injustiça, de maneira cavalar porque não sabe absolutamente nada do que se passou com o Hernanes. O Hernanes é um cara que tenho um respeito e um carinho, e eu sei que ele também tem por mim. Nunca teve sangue na nossa relação. Só que as pessoas gostam de sangue escorrendo”, afirmou o treinador.

“Na minha relação com o Hernanes sempre teve carinho, afeto, amor, que é uma palavra que muitos usam, mas poucos sabem o significado dela. O Hernanes, em um momento oportuno, vai saber responder o que aconteceu com ele, o porquê de as coisas acontecerem dessa forma. O mais importante é que ele conseguiu voltar e é a maior referência junto com o Daniel [Alves] do nosso time. Ele jogou a vida inteira aqui, gosta do clube, quer entregar para o clube”, completou Fernando Diniz.

Novo titular na lateral direita do São Paulo, Igor Vinícius também comentou sobre o bom desempenho que Hernanes teve nesta quarta-feira. Aliás, não foi só o Profeta que mostrou um bom futebol no segundo tempo. Paulinho Bóia, que substituiu Vitor Bueno, também entrou pilhado no jogo.

“Acho que no segundo tempo a gente conseguiu colocar tudo aquilo que a gente treina, a filosofia do Diniz, jogar mais pra frente. Sem dúvida nenhuma o Hernanes é um jogador extraordinário, referência para todos. Ficamos felizes com a volta dele e por ter feito uma boa partida. Mesma coisa do Boinha, moleque ousado, tem uma volúpia muito grande. Feliz por eles terem ajudado a gente com a vitória”, concluiu Igor Vinícius.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.