Esportes

Diniz evita apontar culpados por derrota do Santos na Bahia: “Perdemos como um todo”

Gazeta
Gazeta Esportiva

29 de maio de 2021 - 22:50 - Atualizado em 29 de maio de 2021 - 23:15

O técnico Fernando Diniz tentou explicar o “apagão” do Santos na derrota por 3 a 0 para o Bahia neste sábado, no Pituaçu, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Thaciano (2) e Juninho.

Depois de um primeiro tempo regular, o Peixe sofreu três gols em sete minutos e não conseguiu reagir.

“Primeiro tempo foi ok, melhor que o Bahia. Sólidos defensivamente, boa posse, acertando a saída. Em sete minutos levamos três gols e nos desestruturamos. A saída estava mais longe de mim e os três gols mudaram a história do jogo. Temos que melhorar a equipe, virar a chave e termos chance de um grande jogo em Cianorte”, disse Diniz.

“A gente vai melhorar trabalhando, sem procurar culpados. Não tivemos problemas só nas duas laterais. Perdemos como um todo, assim como ganhamos do Boca Juniors como um todo. Temos que melhorar no geral, com todos ajudando na organização defensiva. Não tem setor ou jogador que perdeu, foi uma equipe. E se tem um principal responsável, sou eu. Difícil especular, fazer uma explicação lógica pra três gols em sete minutos. Não poderia ter acontecido, erramos, e temos que corrigir para frente”, completou.

Em má fase, o Santos voltará a campo para outra estreia: a Copa do Brasil. O Peixe visitará o Cianorte na terça-feira, no Paraná, pela terceira fase da competição nacional.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.