Esportes

Diniz elogia postura do São Paulo após ataque ao ônibus da delegação: “Muito profissional”

Gazeta
Gazeta Esportiva

23 de janeiro de 2021 - 21:41 - Atualizado em 24 de janeiro de 2021 - 00:00

O técnico Fernando Diniz rasgou elogios aos seus jogadores após o empate em 1 a 1 com o Coritiba, neste sábado, no Morumbi, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar do ataque ao ônibus da delegação do São Paulo protagonizado por criminosos no caminho do estádio, o time entrou em campo e esteve com a vitória nas mãos, mas novamente deixou preciosos pontos escaparem.

“Os jogadores são muito profissionais, trabalham muito e fizeram de tudo para ganhar o jogo hoje. Erramos nas conclusões, mas os jogadores se empenharam e entraram bem. Apesar do que aconteceu, os jogadores tiveram uma atitude muito coerente, profissional e foram muito unidos no jogo de hoje”, disse Fernando Diniz.

As cenas de terrorismo no trajeto rumo ao estádio do Morumbi foram lamentáveis, mas o São Paulo soube se blindar das consequências emocionais do acontecimento e até saiu na frente graças ao gol de Luciano. Com uma formação mais ofensiva, o Tricolor esteve próximo de ampliar em diversas ocasiões no segundo tempo, mas pecou nos arremates e foi castigado no final do jogo.

“Quanto ao incidente, é tudo o que a gente não quer no futebol. Não podemos aceitar e tolerar. Em relação ao que aconteceu no campo, os jogadores souberam abstrair. Poderíamos ter vencido o jogo de maneira até fácil pelas chances que criamos no segundo tempo. Demos uma bobeada muito grande no arremesso lateral do Coritiba. No único chute praticamente que foi no gol, acabamos cedendo o empate”, prosseguiu o treinador são-paulino.

Com o resultado, o Tricolor perdeu a chance de reassumir a liderança do Campeonato Brasileiro e agora terá de torcer por uma derrota do Internacional no clássico contra o Grêmio, neste domingo, para evitar com que a distância para a ponta da tabela aumente ainda mais.

“Temos que continuar trabalhando, acreditar nas nossas forças. A única coisa em que não podemos acreditar é que está tudo errado e parar de trabalhar. Se ganhássemos o jogo que era pra ter ganho, já haveria um clima diferente. Tivemos muitas chances no segundo tempo, erramos, bobeamos num arremesso lateral que deu a oportunidade de o Coritiba marcar. Temos que nos juntar cada vez mais para podermos vencer esse momento que estamos passando”, concluiu Diniz.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.