Esportes

Diniz diz que São Paulo não pode ficar lamentando e garante: “Não vou atacar pedra no time”

Gazeta
Gazeta Esportiva

29 de julho de 2020 - 21:07 - Atualizado em 29 de julho de 2020 - 21:30

Nesta quarta-feira, o São Paulo foi derrotado pelo Mirassol por 3 a 2 e foi eliminado do Campeonato Paulista nas quartas de final. O Tricolor sofreu dois gols no primeiro tempo, conseguiu reagir antes do intervalo, mas sofreu o terceiro gol na etapa final e deu adeus ao estadual.

Após o apito final, Fernando Diniz reconheceu que o resultado foi decepcionante. O técnico acredita que o time não conseguiu repetir o desempenho de antes da paralisação, porém prefere evitar duras críticas aos jogadores.

“A gente não deveria ter perdido em casa. Acho que não conseguimos fazer o que precisávamos. Fomos penalizados, os caras tiveram três chutes no gol e conseguiram, mérito do Mirassol. A gente tem é que corrigir. Não vou atacar pedra no time que vinha bem. A gente não voltou como antes. Infelizmente, não conseguimos a classificação”, afirmou o treinador ao Premiere.

Diniz ainda projetou o restante do ano do Tricolor. Sem o Paulistão, a equipe ainda tem o Campeonato Brasileiro, a Libertadores e a Copa do Brasil pela frente.

“Não estou preocupado em ter paz, tem que trabalhar. Tem que saber sofrer com a derrota e absorver o que vier pela frente. Já aconteceu, agora a gente tem que buscar dar a volta por cima disso, não ficar lamentando”, finalizou.

Fora do restante do Paulistão, o São Paulo voltará a campo no dia 9 de agosto (domingo) para enfrentar o Goiás, fora de casa, na estreia do Brasileirão.