Esportes

Diniz diz que São Paulo foi “soberano” no clássico e vê “valor simbólico” na vitória

Gazeta
Gazeta Esportiva

10 de outubro de 2020 - 22:26 - Atualizado em 10 de outubro de 2020 - 22:45

Neste sábado, o São Paulo derrotou o Palmeiras por 2 a 1 no Allianz Parque e quebrou um tabu que existia desde a inauguração do estádio do Alviverde, já que o Tricolor ainda não havia vencido no local nos nove jogos anteriores. Para Fernando Diniz, o segredo do triunfo nesta noite foi a consistência, já que o treinador acredita que o time dominou amplamente o rival.

“Acho que o principal foi a consistência. O time conseguiu jogar bem do primeiro ao último minuto, conseguiu defender e atacar bem, fazer boas transições. A gente sabia que era difícil jogar aqui. Ano passado, a gente esteve aqui e foi um jogo no qual todos saímos envergonhados, fizemos um jogo muito ruim e decepcionamos nosso torcedor. Hoje, acho que o torcedor deve estar muito feliz e contente, pelo resultado e pela forma que construiu o resultado, porque o São Paulo foi soberano do começo ao final do jogo”, afirmou o técnico.

Para Diniz, a vitória no clássico tem um peso especial, já que o São Paulo quebrou um tabu e, além disso, derrotou uma das equipes mais qualificadas do país.

“Na prática, são três pontos, só que tem um valor simbólico muito grande, porque é um rival do São Paulo. Tinha um tabu aqui, que é uma coisa que pesa. O futebol é feito da relação dos jogadores com os torcedores, então é um tipo de vitória que traz alegria para o torcedor, traz ânimo, contentamento e acho que, pelo o que o time já passou nesse ano, é uma vitória para a gente encarar com bastante serenidade. A gente derrotou um grande adversário, que tem um excelente treinador, uma das maiores referência do país, e que tem um grande elenco também. São jogadores de ponta, de nível de Seleção Brasileira. A gente tem que saber valorizar o jogo de hoje”, disse o treinador.

O segundo gol do Tricolor teve origem em uma troca de passes entre Volpi e os defensores, uma estratégia que deu errado contra a LDU, pela Libertadores. Para Diniz, no entanto, o tento deste sábado não se trata de uma resposta aos críticos.

“Não tem gosto especial, é uma coisa que eu acredito. As pessoas gostam de ver números, é só você ver quantos gols o São Paulo já fez saindo do pé do Volpi ou dos zagueiros. E quando você toma um gol como tomou contra a LDU, em um erro de tomada de decisão, às vezes as pessoas tentam fazer uma crítica exagerada”, finalizou Diniz.

Com o resultado, o São Paulo foi aos 26 pontos, na terceira posição do Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso do time é pelas oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Fortaleza, na quarta-feira, às 19h15, no Castelão.