Esportes

Defesa do São Paulo vive “realidade paralela” no Campeonato Brasileiro

Gazeta
Gazeta Esportiva

30 de outubro de 2020 - 08:00 - Atualizado em 30 de outubro de 2020 - 08:15

O São Paulo volta o foco para o Campeonato Brasileiro após a derrota para o Lanús por 3 a 2, na última quarta-feira, pela Sul-Americana. Vindo de consecutivos jogos mata-mata sofrendo muitos gols, a equipe comandada por Fernando Diniz terá a missão de acertar a casa para o duelo do próximo domingo, contra o Flamengo, no Maracanã.

Nesta temporada, o Tricolor já disputou quatro jogos mata-mata: Mirassol (quartas de final do Paulistão), Fortaleza (ida e volta das oitavas da Copa do Brasil) e Lanús (ida da Sul-Americana). Somando todas essas partidas, os comandados de Diniz sofreram nada mais, nada menos que 11 gols.

Mas, se nos torneios eliminatórios a defesa do São Paulo vem deixando a desejar, no Campeonato Brasileiro a situação é bem diferente. O time possui a segunda defesa menos vazada da competição, com 13 gols sofridos em 15 jogos, atrás apenas do Fortaleza, de Rogério Ceni, que sofreu 11 gols em 16 partidas.

Em partidas mata-mata o Tricolor também não venceu neste ano. Até a aqui a equipe soma duas derrotas e dois empates. Já no Brasileirão, mesmo fora de casa, o desempenho é melhor. São sete jogos longe do Morumbi, com duas vitórias, três empates e outras duas derrotas, as únicas do clube na competição.

Basta saber se contra o Flamengo o técnico Fernando Diniz irá optar por poupar alguns atletas para o jogo de volta da Copa Sul-Americana. Embora a partida no Maracanã seja um confronto direto pela liderança do Brasileirão, o elenco tricolor vem dando sinais de desgaste por causa da dura sequência de jogos decisivos nos últimos dias.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.