Atletismo

Darlan Romani brilha com melhor marca da temporada no arremesso de peso

Gazeta
Gazeta Esportiva

20 de junho de 2021 - 14:52 - Atualizado em 20 de junho de 2021 - 15:15

Esperança do Brasil para a Olimpíada, Darlan Romani foi um dos destaques do I Meeting Internacional Rumo a Tóquio de Atletismo, realizado neste domingo (20/6) no CNDA de Bragança Paulista. O catarinense venceu o arremesso do peso, com 20,86 m, o seu melhor resultado na temporada, depois de disputar o Troféu Brasil Loterias Caixa em São Paulo, no Centro Olímpico, no início de junho, e ficar seis meses sem competir.

“É hora de colocar a cabeça na competição. Fui melhor agora do que no Troféu Brasil. O objetivo é melhorar competição por competição. Treinar é uma coisa e competir é outra. Na quarta-feira, vou competir de novo”, disse o atleta.

A competição organizada pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) também foi a chance para atletas somarem pontos no Ranking da World Athletics rumo aos Jogos Olímpicos de Tóquio, que tem a sua cerimônia de abertura marcada para o dia 23 de julho. Haverá uma segunda edição do evento na quarta-feira, novamente em Bragança Paulista.

Nos 110 m com barreiras, o mineiro Rafael Henrique Campos Pereira, que está muito perto do índice olímpico, venceu com 13s42, com vento no limite de 2.0, o máximo permitido pela World Athletics. Eduardo de Deus, já qualificado para os Jogos de Tóquio, terminou em segundo lugar, com 13s51, seguido do também brasileiro Matheus Nunes Rocha, com 13s95.

Nas provas de velocidade, Rodrigo Nascimento venceu os 100m e os 200m. Integrante da equipe campeã mundial no revezamento 4×100 m, em Yokohama, no Japão, em 2019, ele venceu com 10s26 (2.2) e 20s75 (1.2), respectivamente.

No lançamento do martelo, a recordista brasileira Mariana Grasielly Marcelino foi a vencedora com 66,63 m, seguida de Anna Paula Magalhães Pereira, com 60,13 m, e de Ana Lays Bayer, com 55,15 m. Nos 400 m, Tiffani Marinho manteve sua hegemonia na prova, completando a distância em 52s55. Campeã brasileira e sul-americana, a atleta carioca segue firme na classificação olímpica por pontos.

Outros bons resultados da competição foram alcançados por Chayenne Pereira da Silva, nos 400 m com barreiras, com 56s18, e por Wellinton Fernandes da Cruz Filho, no lançamento do disco, com 62,58 m – ambos sonham com competir a primeira Olimpíada da carreira.

Por fim, Eliane Martins fez um bom salto de 6,80 m e venceu o salto em distância, mas o vento acima do permitido de 2.2 m/s não permitiu a validação da marca.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.