Esportes

Cueva volta ao Peru e recebe sondagens após ser afastado de clube turco

Gazeta
Gazeta Esportiva

26 de dezembro de 2020 - 19:49 - Atualizado em 26 de dezembro de 2020 - 20:00

“Indisciplina” e “Christian Cueva” cabem na mesma frase há anos. E o jogador peruano não demorou a aprontar no Malatyaspor, da Turquia.

Cueva não gostou de ser substituído ainda no primeiro tempo de partida contra o Denizlispor, em novembro. Ele mostrou insatisfação durante o jogo e também nas redes sociais.

A relação com o técnico Hamza Hamzaoglu foi cortada e ele terá a saída facilitada do Malatyaspor. Clubes do Peru, como o Cienciano, já demonstraram interesse. O atleta está em seu país natal e mantém a forma física por meio de um personal trainer.

Litígio

Christian Cueva e Pachuca, do México, foram condenados a pagar R$ 37.664.106,00 ao Santos em ação que tramitava na Fifa por quebra unilateral do contrato no início de 2020.

Os mexicanos são “solidários” e têm a responsabilidade de depositar o montante aos brasileiros. A decisão cabe recurso no TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) e o caso deve demorar a ser finalizado. O Peixe precisar pagar R$ 694.839,00 ao peruano em função de direitos de imagem atrasados.

O pedido inicial do Santos foi de 100 milhões de euros (R$ 620 mi), valor da multa rescisória. Os R$ 37 milhões, porém, já seriam muito comemorados pelo Peixe.

O Santos contratou Cueva em fevereiro de 2019 junto ao Krasnodar (RUS) por R$ 35 milhões, em quatro parcelas anuais. O meia deixou o Peixe no mês do primeiro pagamento. Os R$ 37 milhões seriam suficientes para quitar a dívida. O Alvinegro afirma que o Krasnodar é parceiro no processo na Fifa.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.