Cruzeiro

Cruzeiro atribui saída de Vittorio Medioli a motivos pessoais

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Cruzeiro atribui saída de Vittorio Medioli a motivos pessoais

5 de janeiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 5 de janeiro de 2020 - 00:00

Na manhã deste domingo, Vittorio Medioli anunciou que não segue no cargo de CEO do Cruzeiro. Em resposta ao empresário, que apontou uma série de considerações e acusou o clube de mau direcionamento de recursos, a Raposa se pronunciou oficialmente e atribuiu sua saída a motivos pessoais.

Vittorio Medioli não será o CEO do Cruzeiro (Foto: Arquivo Pessoal)

“O presidente do Núcleo Dirigente Transitório do Cruzeiro Esporte Clube, Saulo Fróes, informa que o grupo vai se reunir nesta segunda-feira para traçar novas diretrizes após o afastamento do CEO, Vittorio Medioli, por motivos pessoais”, escreveram.

A nota também garante que, após a reunião, a diretoria deve comunicar de forma oficial quais serão os próximos passos do Cruzeiro.

Pela primeira vez em sua história, a Raposa vai jogar a Série B do Campeonato Brasileiro. Na temporada passada, o clube mineiro sofreu com diversas polêmicas da diretoria, salários atrasados e trocas de técnicos incessantes. Como resultado, o time ficou na 17ª colocação e agora, no ano do seu centenário, busca retornar à elite do futebol nacional.