Bastidores

Crespo quer São Paulo “dono do próprio destino” e aguarda burocracia para iniciar trabalho

Gazeta
Gazeta Esportiva

17 de fevereiro de 2021 - 13:50 - Atualizado em 17 de fevereiro de 2021 - 23:45

Hernán Crespo foi apresentado oficialmente como novo técnico do São Paulo nesta quarta-feira. O argentino de 45 anos não escondeu a satisfação por ter a oportunidade de comandar um dos principais clubes da América do Sul, mas sabe que terá também uma grande responsabilidade pelo fato de o Tricolor não conquistar um título há mais de oito anos.

“Seremos agressivos e protagonistas, donos do próprio destino. O São Paulo, como grande equipe que é, tem jogar sempre em busca do arco rival, mas sempre quando o rival permita, porque, às vezes, não poderemos jogar à nossa maneira. É isso que me faz levantar todas as manhãs para treinar o time e aproveitar. Temos que respeitar isso, entendendo que o futebol é dinâmico, mas respeitando nossas certezas”, afirmou Hernán Crespo.

Uma das principais críticas da torcida são-paulina em relação ao trabalho de Fernando Diniz era justamente a insistência do treinador em uma maneira de jogo que, por vezes, se mostrava ineficiente contra determinadas equipes. Hernán Crespo, embora também tenha comentado sobre a importância de ter uma identidade bem definida, deixou explícito que não terá problema em propor novas formas de atuar de acordo com os adversários.

“A forma tem a ver com respeitar o que nos fez amar futebol. Quando éramos pequenos, queríamos passar a bola, fazer gols, abraçar nossos companheiros de time. A equipe rival também vai oferecer dificuldades e, às vezes, não vai permitir que joguemos da maneira que desejamos. O futebol é dinâmico. É muito difícil quando há equipes muito fortes, mas é preciso respeitar o que somos. As partidas se ganham, se perdem, se empatam, mas não podemos trair nossa essência, o que nos fez amar o futebol. É isso o que desejo, que a equipe jogue com essa paixão, recordar o que nos fez querer jogar futebol, ser profissionais. Quando você considera tudo isso, é magnífico”, prosseguiu.

Já em relação ao seu início de trabalho no São Paulo, Crespo não bateu o martelo. O argentino e sua comissão técnica ainda aguardam o trâmite de documentos para regularizar sua situação no Brasil. Por ora, o foco será em se livrar da burocracia que o impede de assumir o comando da equipe prontamente. Tudo leva a crer que o ex-atacante estreará somente no Campeonato Paulista.

“Dependemos dos documentos, pandemia, Argentina, Brasil. Trataremos de trabalhar o mais rápido possível, mas há questões diplomáticas que não nos permite fazer isso. Estamos trabalhando para assumir a equipe o mais rápido possível, mas há questões que precisamos esperar”, concluiu.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.