Bastidores

Crespo fala sobre pressão por seca de títulos do Tricolor: “Estreei com 18 anos no River Plate”

Gazeta
Gazeta Esportiva

18 de fevereiro de 2021 - 08:00 - Atualizado em 18 de fevereiro de 2021 - 19:45

Hernán Crespo parece despreocupado em relação à pressão que será exercida por parte da torcida para que vença um título como treinador do São Paulo. Assumindo um clube que vive um jejum de mais de oito anos sem erguer um troféu, o argentino espera repetir, agora como técnico, a frieza que teve em sua carreira como atacante.

“Há coisas que provavelmente me vêm como algo natural. Sou uma pessoa bastante calma, estreei com 18 anos no River Plate, uma outra equipe grande da América do Sul, e fiz isso em toda a minha vida futebolística. Em toda a minha vida futebolística convivi com pressão, superei a pressão e me diverti muito conquistando as coisas”, disse Crespo.

“Minha intenção é fazer o mesmo como treinador, e essa é a grande oportunidade de mostrar uma vez mais. Esse é o desafio, entendendo as virtudes e os defeitos do elenco, conviver com tudo isso e, com serenidade, me apoiar em um grupo de trabalho que estará à altura de ser o corpo técnico do São Paulo”, prosseguiu.

Recém-campeão invicto da Copa Sul-Americana à frente do modesto Defensa y Justicia, Hernán Crespo também relembrou a necessidade de contar com um grupo de atletas dispostos a colaborar com a implementação de uma nova ideia de jogo.

“Podemos ter um milhão de ideias, mas sem a colaboração dos jogadores será impossível. Pelo primeiro contato que tivemos com os jogadores, vi gente com gana, com fogo nos olhos. Isso me deixa muito alegre e entusiasmado”, concluiu.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.