Esportes

Cotado no Palmeiras, Heinze já trabalhou com Ferguson, Deschamps, Bielsa e Maradona

Gazeta
Gazeta Esportiva

25 de outubro de 2020 - 09:00 - Atualizado em 25 de outubro de 2020 - 09:15

Sem técnico desde a demissão de Vanderlei Luxemburgo, o Palmeiras segue em busca de um profissional para o cargo. Um dos nomes bem avaliados pela diretoria é o ex-jogador argentino Gabriel Heinze, que trabalhou como atleta com Alex Ferguson, Didier Deschamps, Marcelo Bielsa e Diego Maradona.

Formado pelo Newell’s Old Boys, o defensor deixou o time de Rosário de maneira precoce para iniciar uma longa e bem-sucedida trajetória no futebol europeu. Durante a carreira, marcada por passagem pela seleção argentina, trabalhou com renomados treinadores.

Em sua passagem pelo Manchester United (2004-2007), Gabriel Heinze atuou sob o comando do lendário escocês Alex Ferguson. No time britânico, o zagueiro e lateral esquerdo conviveu também com atacante português Cristiano Ronaldo, companheiro no título inglês de 2007.

No Olympique de Marsellla (2009-2011), Gabriel Heinze foi comandado por Didier Deschamps, um raro ganhador da Copa do Mundo na condição de atleta e também como treinador. Juntos, ambos terminaram como campeões da edição de 2010 do Campeonato Francês.

Na seleção argentina, sob o comando de Marcelo Bielsa, Heinze conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004. Com Diego Armando Maradona como técnico e Lionel Messi como companheiro, ele participou da campanha até as quartas de final da Copa do Mundo 2010.

No final da carreira, de volta ao Newell’s Old Boys (2012-2014), seu time de coração, Heinze ainda trabalhou com Gerardo “Tata” Martino. Com ensinamentos de diferentes treinadores de alto nível, o zagueiro argentino encerrou a trajetória como atleta profissional em 2014.

Como técnico, Heinze dirigiu Godoy Cruz, Argentinos Juniors e Velez Sarsfield. Aos 42 anos de idade, atualmente desempregado, ele é bem avaliado pela diretoria do Palmeiras, que busca um treinador capaz de implantar um estilo moderno, de transições rápidas e ofensividade.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.