Corra Mais

Mulheres, corrida e menopausa

Exercícios físicos são fundamentais para mulheres, em qualquer idade, sobretudo na menopausa. Confira as dicas da treinadora Sarah Crosatti para começar a se exercitar nessa fase da vida

Nina
Nina Machado / Comando News
Mulheres, corrida e menopausa

24 de agosto de 2020 - 17:46 - Atualizado em 24 de agosto de 2020 - 18:04

Acho fantástico quando encontro com mulheres em idade de menopausa ou pós-menopausa em provas de corrida de rua. Sempre fico pensando se começaram a correr antes ou durante esse período tão delicado para as mulheres. E analisando a evolução e boom das corridas de rua no Brasil, acredito que boa parte das corredoras iniciaram suas corridas nos últimos 10 anos, provavelmente muitas no período de menopausa.

No geral, os exercícios físicos são fundamentais para mulheres, em qualquer idade, sobretudo na menopausa. Mudanças hormonais e fisiológicas resultam em aumento de gordura corporal, diminuição da massa magra e massa óssea, aumento da pressão arterial, aumento nos níveis de colesterol e risco aumentado de diabetes tipo II, depressão, mudanças no humor e indisposição.

No entanto, todas as mudanças fisiológicas citadas podem ser amenizadas pela prática de exercícios físicos. A corrida por sua vez (minha queridinha), pode ajudar a amenizar os sintomas das mudanças hormonais e incômodos do climatério. Como? Vamos aos benefícios da corrida: melhora o condicionamento físico geral, reduz a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangue, melhora o perfil lipídico, diminui a gordura corporal, tonifica os músculos, melhora a densidade óssea, melhora o humor e autoestima, ajuda a melhorar a qualidade do sono. Enfim, a cascata hormonal desencadeada pela corrida contribui muito para amenizar os sintomas da menopausa.

Gosto muito de sugerir a corrida para mulheres pós 40 anos, e não há riscos na prática, se não houver nenhum problema ortopédico limitante, a corrida é muito bem vinda. Então vamos começar a correr? Inicie por caminhadas em ritmos acelerados por 30-40 minutos. Quando sentir-se segura, aos poucos intercale corridas leves de 1 minuto por 4 minutos de caminhada acelerada, e siga alternando corrida leve com caminhada até sentir-se segura para correr leve sem parar. Não tem um período certo para conseguir correr sem parar, o importante é constância, fazer um pouco por dia e não desanimar.

Lembrando que nesse momento precisamos tomar os devidos cuidados mantendo o distanciamento social e evitando locais com aglomeração.

Boa corrida!

por Sarah Crosatti, bacharel em Educação Física pela UENP, especialista em treinamento personalizado e musculação pela UNOPAR, mestre em atividade física e saúde pela UEL e doutoranda em atividade física e saúde pela UFPR. Além disso, é sócia do Marble Pro Studio, personal trainer, mentora esportiva, praticante e incentivadora da corrida de rua.