Bastidores

Corinthians tenta assimilar o baque e confia em reação imediata da equipe

Gazeta
Gazeta Esportiva

19 de janeiro de 2021 - 05:00 - Atualizado em 19 de janeiro de 2021 - 23:00

A derrota por 4 a 0 no clássico com o Palmeiras, como era de se esperar, não foi encarada com naturalidade dentro do Corinthians.

Ainda no Allianz Parque, a conversa teve tom de cobrança, como confirmou Vagner Mancini em sua entrevista coletiva.

No ambiente, que envolve não só elenco, mas todo o departamento de futebol, o sentimento é de surpresa e até dificuldade para acreditar no que aconteceu nesta segunda-feira. De fato, ninguém imaginava que o Corinthians pudesse ser goleado.

Apesar do choque, tanto a cúpula alvinegra quanto a comissão técnica estão convencidas de que a equipe tem condição de dar uma resposta imediata.

A vitória em cima do Vasco, em São Januário, logo após a goleada imposta pelo Flamengo, é usada como exemplo.

O fato do próximo desafio, contra o Sport, estar marcado para esta quinta, na Neo Química Arena, apenas três dias depois do Derby, é um ponto comemorado. “Assim passa mais rápido”, comentou um funcionário do clube à reportagem.

O consenso é de que o revés não deve causar grandes estragos, além da dor pela derrota. O plano é blindar o elenco, manter o trabalho e confiar em uma reação.

Nesta terça-feira, o Derby ainda será pauta no CT Joaquim Grava afim de corrigir os erros cometidos na casa palmeirense. Para isso, muitos vídeos devem ser mostrados aos atletas.

A maior alteração se deu no otimismo quanto a conquista de uma vaga direta à Copa Libertadores da América. Em público, o discurso seguirá o mesmo, mas, no clube, o G6 passou a ser visto como a possibilidade palpável nesse momento.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.