Corinthians

Corinthians quita dois meses de salários atrasados e promete pagar o terceiro até sexta-feira

Gazeta
Gazeta Esportiva

12 de novembro de 2020 - 18:21 - Atualizado em 12 de novembro de 2020 - 19:30

O Corinthians quitou nesta quinta-feira dois meses de salários atrasados junto ao seu elenco profissional, conforme havia prometido o então presidente Andrés Sanchez. Agora, resta pagar o mês vigente, e a promessa da diretoria é que isso será feito até esta sexta-feira.

O Timão devia os pagamentos referentes aos meses de agosto, setembro e outubro. No momento, a folha salarial do clube gira em torno de R$ 12,5 milhões, resultado em uma dívida de cerca de R$ 37,5 mi.

Para quitar essa quantia, o Corinthians usou como fonte as cotas da TV. A equipe voltou a ser mais explorada na TV aberta e isso tem gerado um aumento considerável de recolhimento de verba. Outro fator que ajudou foi o do time ter voltado a receber a totalidade dos acordos firmados com todos os patrocinadores, que chegaram a cortar repasses devido a pandemia da covid-19.

Essa, aliás, não foi a primeira vez que o Timão atrasou o salário dos jogadores na atual temporada, afetada pela pandemia do coronavírus. Os pagamentos de abril e maio também não ocorreram nas datas previstas, assim como os de março, junho e julho, que foram quitados apenas em setembro.

Na ocasião, o que ajudou a diretoria alvinegra a pagar os seus funcionários foi a venda do lateral-esquerdo Carlos Augusto ao Monza, da Itália, por 4 milhões de euros (aproximadamente R$ 25,8 mi na cotação atual).