Bastidores

Corinthians paga parcela de dívida por Bruno Méndez e não deve ser punido pela Fifa

Gazeta
Gazeta Esportiva

23 de junho de 2020 - 20:11 - Atualizado em 23 de junho de 2020 - 20:11

O Montevideo Wanderers recebeu nesta terça-feira o pagamento da segunda parcela referente à transferência de Bruno Méndez ao Corinthians. A compra do zagueiro no início de 2019 foi dividida em três partes, mas o Timão só havia quitado a primeira.

Em junho do ano passado e em janeiro deste ano, o Alvinegro deveria ter realizado os outros depósitos, mas atrasou. Como resposta, o clube uruguaio acionou a Fifa por causa do “calote” e a instituição máximo do futebol tinha dado até a última segunda-feira como para a diretoria corintiana quitar a primeira pendência.

Internamente, o Corinthians tem fé de que não será punido pela Fifa por causa do atraso de um dia. Isso porque, segundo apurou a Gazeta Esportiva, o câmbio foi fechado ainda na segunda-feira.

Ou seja, em tese, o Corinthians conseguiu concluir a conversão da moeda, de Real para Dólar, e enviar o dinheiro ao Wanderes por meio de um banco dentro do prazo. Nesta terça, a operação foi confirmada.

O custo total da compra de Bruno Méndez, conforme apuração da reportagem, será de R$ 18,5 milhões.

Uma eventual punição da Fifa poderia impedir o Corinthians de inscrever novos jogadores. O reflexo imediato de uma medida como esta seria sentido com Jô, recém-contrato pelo Timão. Com o pagamento da dívida, o clube acredita que o atacante poderá ser inscrito sem problemas.

O Alvinegro já deu entrada no pagamento da terceira e última parcela, mas ainda aguardará a Fifa se manifestar. O órgão maior do futebol dará um prazo e então o clube efetuará o pagamento.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.