Corinthians

Corinthians é processado por Guilherme Romão na Justiça do Trabalho

Gazeta
Gazeta Esportiva

27 de janeiro de 2021 - 15:33 - Atualizado em 27 de janeiro de 2021 - 15:45

O Corinthians foi intimado nesta quarta-feira sobre uma cobrança de R$ 16.560,00 movida por Guilherme Romão na 84ª Vara do Trabalho de São Paulo.

O ex-jogador do Timão cobra o recolhimento de 18 parcelas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Ao todo, o montante chega a R$14.400,00.

Os advogados do atleta adicionaram na ação honorários de R$ 2.160,00.

A primeira audiência para conciliação está marcada para o dia 3 de março.

Guilherme Romão chegou ao Corinthians em 2015, foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2017 e subiu para o elenco principal em 2018.

Entre os profissionais, o lateral esquerdo participou de apenas dois jogos oficiais e outros dois amistosos.

Entre setembro de 2015 e abril de 2020, data do vencimento do último vínculo de Romão com o Corinthians, foram duas renovações de contrato. Ele chegou recebendo R$ 4 mil por mês e se despediu com um salário de R$ 10 mil.

Sem espaço do Alvinegro, Guilherme Romão jogou, emprestado, por Oeste, São Bento e Botafogo-SP. Com a equipe de Ribeirão Preto, ele participou do rebaixamento à Série C da atual edição do Campeonato Brasileiro.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.