Corinthians

Corinthians completa oito jogos sem gols de centroavantes, que amargam reserva

Gazeta
Gazeta Esportiva

13 de outubro de 2020 - 07:00 - Atualizado em 13 de outubro de 2020 - 07:15

A fase do Corinthians não é boa, com a equipe sem vencer há cinco partidas e na zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Na defesa o time vem com problemas, mas o ataque é também um ponto negativo. Prova disso é que os centroavantes do Timão não balançam a rede há pelo menos oito partidas, e figuraram no banco de reservas no último domingo.

Contratado ainda durante a paralisação pela pandemia, Jô chegou como solução para o comando do ataque corintiano. O começo foi de grande empolgação, com gols e participações decisivas no Campeonato Paulista, mas a queda de rendimento veio junto com o fraco desempenho coletivo.

A última vez que Jô balançou as redes foi no empate em 2 a 2 com o Botafogo, na Neo Química Arena, com gol anotado já nos acréscimos da partida, válida pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Foi o último anotado por um dos centroavantes corintianos na temporada.

A situação é ainda pior para Mauro Boselli, que não sai de campo com um gol marcado desde o empate em 1 a 1 com o Santo André, pela oitava rodada do Campeonato Paulista, ainda em 26 de fevereiro, antes da parada pela pandemia. Desde então, além da má fase em campo, o jogador sofreu com lesões em sequência.

Logo na segunda partida após o retorno das competições, o argentino sofreu uma fratura na face e precisou ficar fora de seis partidas. Boselli ainda voltou a se lesionar, dessa vez com um problema no tornozelo, desfalcando o Corinthians por mais quatro jogos.

Com dificuldade para acertar o comando do ataque, Dyego Coelho optou por colocar os dois centroavantes no banco de reservas no último domingo, contra o Ceará. A equipe titular atuou sem um atacante de referência, tendo Gabriel, Ederson, Ramiro, Gustavo Mantuan, Léo Natel e Luan entre o meio e o ataque. Jô ainda entrou na segunda etapa, na vaga de Natel, mas Mauro Boselli assistiu os 90 minutos de fora.

A próxima chance de quebrar a sequência negativa será nesta quarta-feira, às 21h30, quando o Timão visita o Athletico-PR na Arena da Baixada. Para este duelo, a equipe já deve ter Vagner Mancini na beira do gramado.