Corinthians

Corinthians ainda precisa resolver dívida relacionada a Romero

Gazeta
Gazeta Esportiva

12 de janeiro de 2021 - 05:00 - Atualizado em 12 de janeiro de 2021 - 14:15

O Corinthians não procurou Ángel Romero ou o empresário do atleta, tampouco tem interesse em abrir negociação neste momento.

O site argentino “Infobae” publicou nesta segunda-feira que o atacante paraguaio poderia voltar ao Timão acompanhado do irmão, o meia Óscar Romero.

A motivação da eventual saída do dupla do San Lorenzo seria um entrevero acima do tom com alguns companheiros de elenco e com membros da comissão técnica.

O clima, nos bastidores, é dito por parte da imprensa argentina como irrecuperável.

Ángel Romero não trabalha mais com os empresários que cuidavam de sua carreira no período que ele esteve no Brasil.

Diante da situação complicada no San Lorenzo, o novo agente do ex-jogador do Corinthians, que já trabalhava com Óscar, passou a vislumbrar uma possibilidade de ‘transferência casada’.

A maneira como Ángel Romero conduziu as negociações antes de deixar o Corinthians e os valores que envolveriam um eventual retorno do jogador, porém, inviabilizam o negócio.

O fato de Romero ter dificultado a renovação contratual e ter aguardado até o fim de seu vínculo com o Alvinegro para se tornar reforço do San Lorenzo gerou ao clube paulista uma dívida que não foi quitada até hoje.

Dívida

Romero foi contrato pelo então presidente Mário Gobbi em junho de 2014, quando tinha 21 anos.

O Corinthians contou com o apoio de Beto Rappa, investidor que bancou US$ 3 milhões (R$ 6,7 milhões, na ocasião) ao Cerro Porteño, ex-clube do atacante.

No Timão, Romero sempre recebeu em dólar. O salário, convertido para a moeda brasileira, girava em torno de R$ 415 mil por mês.

À época, o clube se comprometeu a ressarcir o empresário ao fim do vínculo, com valor corrigido, caso o jogador não fosse vendido.

O Corinthians, portanto, ainda precisa resolver esta pendência ligada ao atleta, mas que remete apenas ao investidor.

Na cotação desta segunda-feira, US$ 3 milhões era equivalente a R$ 16,4 milhões.

Apesar da dívida, a Gazeta Esportiva apurou que o relacionamento de Beto Rappa com o clube e, principalmente, com Duílio Monteiro Alves é bastante tranquilo e de muito diálogo.

Não há qualquer tipo de pressão ou cobrança neste sentido. As duas partes têm buscado uma maneira tranquila para resolver a questão, sem sequer manifestação de pressa por parte do empresário.

Números de Romero

Romero é o maior artilheiro da Neo Química Arena, com 27 gols em 103 jogos em Itaquera.

Ao todo, foram 221 jogos e 38 gols pelo Timão.

Polêmico, o esforçado paraguaio conquistou dois Paulistas (2017 e 2018) e dois Brasileiros (2015 e 2017) pelo clube do Parque São Jorge.

A última vez que Romero, de fato, participou de um jogo pelo Corinthians foi na derrota para o Grêmio, na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2019, dia 2 de dezembro.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.