Esportes

Conselho do São Paulo aprova acordo com empresa que reformulará o sócio-torcedor

Gazeta
Gazeta Esportiva

31 de março de 2021 - 21:48 - Atualizado em 31 de março de 2021 - 22:15

Nesta quarta-feira, o Conselho Deliberativo do São Paulo votou e aprovou o contrato que será firmado com a Feng, empresa que será responsável por repaginar o programa de sócio-torcedor do clube. A reformulação foi uma grande bandeira de Julio Casares durante a corrida eleitoral em 2020.

A informação da aprovação foi inicialmente divulgada pela UOL e confirmada pela Gazeta Esportiva. Em um encontro virtual, 152 conselheiros conselheiros votaram a favor da parceria com a empresa, enquanto 69 membros do órgão deliberativo se posicionaram de maneira contrária.

Vale lembrar que, em 2019, o Conselho Deliberativo já havia analisado um contrato com a Feng, visando a uma parceria para a reestruturação do sócio-torcedor. No entanto, os membros do órgão majoritariamente reprovaram o acordo que seria firmado com a empresa.

A Feng é uma empresa especializada na promoção do engajamento de torcedores com marcas e clubes. Ela terá a missão de pensar em alternativas para tornar os planos mais atrativos para os são-paulinos, visto que o clube se encontra estagnado em comparação a seus rivais. O curioso é que o Tricolor foi pioneiro na criação de um programa de sócio-torcedor no Brasil.

Durante a disputa eleitoral, Casares listou como uma de suas metas dobrar a receita com o sócio-torcedor de 2019 (R$ 9,5 milhões) em seu primeiro ano como presidente. No entanto, vale destacar que a imprevisível prolongação da pandemia do coronavírus prejudicou a arrecadação do clube.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.