Esportes

Condephaat não aceita pedido de tombamento do complexo esportivo do Ibirapuera, que deve ser privatizado

Gazeta
Gazeta Esportiva

1 de dezembro de 2020 - 13:22 - Atualizado em 2 de dezembro de 2020 - 00:00

O Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat) votou contra o pedido de tombamento Conjunto Esportivo Constâncio Vaz Guimarães, que abriga o Ginásio do Ibirapuera.

A decisão desta terça-feira permite que as estruturas do local sejam demolidas. O plano do Governo do Estado é de privatizar o complexo. Já existe, inclusive, um projeto para o local para a criação de uma arena multiuso no local das pistas de atletismo e um shopping no setor do ginásio.

O investimento mínimo para o consórcio, segundo a Secretaria do Esporte, é de R$ 220 milhões, e o edital está sendo redigido pelo governador João Dória.

Caso seja confirmada a privatização, a tendência é que os atletas que utilizavam as instalações do Conjunto Esportivo Constâncio Vaz Guimarães sejam distribuídos entre a Vila Olímpica Mário Covas, na região do Butantã (zona oeste), e locais conveniados em cidades da Grande São Paulo.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.