Bastidores

Com setor ‘inchado’, Crespo tem ‘dor de cabeça’ para compor ataque do São Paulo

Gazeta
Gazeta Esportiva

31 de maio de 2021 - 08:00 - Atualizado em 31 de maio de 2021 - 08:30

O técnico Hernán Crespo vem tendo de lidar com o “inchaço” do setor ofensivo do São Paulo. O comandante conta hoje com dez opções para compor o ataque da equipe, que joga no 3-5-2 e, por isso, utiliza na maioria das vezes dois atletas exercendo essa função.

É claro que os dez atacantes do São Paulo reúnem características distintas, mas muitos vêm tendo de aguardar uma oportunidade no banco de reservas, tamanha a concorrência no setor, casos de Bruno Rodrigues, Paulinho Boia, Galeano e Vitinho, garoto recém-promovido.

Além do quarteto, Crespo também tem à disposição Rojas, que renovou contrato na última sexta-feira, Eder, Luciano, Pablo e Emiliano Rigoni, oficializado como novo reforço do São Paulo há alguns dias.

Como se não bastasse tamanha concorrência, Crespo também vem adiantando seus meio-campistas para formar dupla de ataque com Pablo. Na fase final do Paulistão, Martín Benítez jogou mais avançado. Lesionado, abriu espaço para Igor Gomes cumprir o mesmo papel.

Serve de consolo aos atacantes tricolores a quantidade de competições que o clube terá pela frente nesta temporada. Passado o Campeonato Paulista, o São Paulo agora se dividirá entre Copa Libertadores, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil. Certo é que oportunidades para rodar o elenco não faltarão em 2021.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.