Esportes

Sombra de Luxemburgo sonda o pressionado Sá Pinto no Vasco

A pressão para demissão do português é grande após as goleadas sofridas para Ceará e Grêmio, e da eliminação na Sul-Americana

Gazeta
Gazeta Esportiva
Sombra de Luxemburgo sonda o pressionado Sá Pinto no Vasco
Treinador tenta salvar o Vasco da queda (Foto: Marcos Ribolli)

7 de dezembro de 2020 - 11:51 - Atualizado em 7 de dezembro de 2020 - 15:26

Goleado pelo Grêmio por 4 a 0 em Porto Alegre, o Vasco retornou ao Rio de Janeiro no final do dia. O desembarque no Aeroporto Tom Jobim contou com reforço da Polícia Militar, mas transcorreu sem problemas. Talvez pelas fortes chuvas que caíram na capital fluminense, a torcida não apareceu para protestar.

Entretanto, isso não significa que a insatisfação não esteja alta. Pelo contrário, a pressão para demissão de Ricardo Sá Pinto é grande após as goleadas sofridas para Ceará e Grêmio, e da eliminação na Sul-Americana, tudo no espaço de uma semana.

O presidente Alexandre Campello e o VP de futebol José Luís Moreira, por enquanto, bancam o treinador. Mas para muitos, a situação do português é insustentável. Além disso, pesa contra ele o fato de Vanderlei Luxemburgo estar livre no mercado.

Em 2019, Luxemburgo assumiu o time e conduziu a equipe a uma temporada considerada acima das expectativas. Mas desde que o treinador decidiu deixar São Januário para assumir o Palmeiras, nada deu certo para ambos.

O Vasco está em seu terceiro treinador, teve Abel e Ramon antes de Sá Pinto, e coleciona fracassos. Já Luxemburgo teve sua passagem no Verdão interrompida após não conseguir fazer o time embalar.