Atletismo

Com recorde de Petrúcio, Brasil fatura nove pódios no Mundial Paralímpico

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Com recorde de Petrúcio, Brasil fatura nove pódios no Mundial Paralímpico

12 de novembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 12 de novembro de 2019 - 00:00

Petrúcio bateu o próprio recorde e se tornou o atleta paralímpico mais rápido da história (Foto: Daniel Zappe/CPB/Exemplus)

O Brasil deu show no sexto dia do Mundial de Atletismo Paralímpico. Nesta terça-feira, o time verde e amarelo conquistou nove medalhas, com dois ouros, três pratas e quatro bronzes, sendo sete delas em finais dos 100m.

Na classe T47, a equipe brasileira dominou o pódio por completo. Petrúcio Ferreira, Washington Júnior e Yohansson Nascimento foram ouro, prata e bronze, respectivamente. Na semifinal, inclusive, Petrúcio contabilizou a marca de 10s42, estabelecendo o novo recorde mundial e se tonando atleta paralímpico mais rápido da história.

No T12, os brasileiros Joeferson Marinho e Fabrício Ferreira levaram prata e bronze. Jerusa Geber, por sua vez, venceu a classe T11, enquanto Lorena Spoladore fechou em terceiro. Rayane Silva ficou em segundo nos 200m da T13.

Nas provas de campo, o Brasil não saiu em branco. No lançamento de disco na classe T11, Izabela Campos faturou o bronze.