Bastidores

Com projeto para o pós-carreira, Formiga é apresentada como novo reforço do São Paulo

Gazeta
Gazeta Esportiva

22 de junho de 2021 - 13:32 - Atualizado em 22 de junho de 2021 - 14:00

Formiga foi apresentada no início da tarde desta terça-feira como novo reforço do São Paulo. A experiente jogadora vestirá a camisa 8, como de costume, e retorna ao clube onde deu seus primeiros passos na carreira, em 1997. O contrato da volante com o Tricolor é válido até o fim de 2022.

O grande motivo para Formiga decidir deixar a França, onde defendia o Paris Saint-Germain, para retornar ao Brasil foi justamente a oportunidade de poder iniciar uma nova etapa em sua trajetória no futebol feminino.

“Um dos motivos de voltar ao São Paulo é o pós-carreira. O projeto é bem audacioso e eu acredito que eu possa continuar aqui, trabalhar na gestão ou até mesmo como auxiliar técnica. Tenho o desejo de ser treinadora. Vejo o futebol feminino brasileiro evoluindo, a gente não vê tantos placares elásticos, os times estão se fortalecendo. Espero que nos próximos anos melhore em termos de qualidade, de apoio, que é o que o futebol feminino precisa”, disse Formiga.

Formiga vestirá a camisa 8 do São Paulo (Foto: Reprodução)

“Em 1997 treinávamos em Idaiatuba, depois passamos a vir para São Paulo. Sempre tivemos o apoio do São Paulo, era uma diferença incrível para outras equipes. Nessa época, o São Paulo era a base da Seleção Brasileira. Acredito que todos os títulos que o São Paulo ganhou nessa época foi justamente por termos tido apoio, suporte. Acredito que agora não será diferente, o São Paulo está no caminho, e espero de verdade poder trazer alegria para esse clube novamente, ganhar títulos, e que a cada dia esse clube venha a crescer mais e mais”, completou.

A estreia de Formiga com a camisa do São Paulo, no entanto, levará um tempo. Convocada pela técnica Pia Sundhage para sua sétima Olimpíada, a jogadora só se apresentará ao técnico Lucas Piccinato após os Jogos de Tóquio. Enquanto isso, ela seguirá acompanhado à distância o desenvolvimento de sua equipe no Campeonato Brasileiro.

Vale lembrar que o Tricolor é o atual quinto colocado do Brasileirão feminino, com 26 pontos, atrás de Corinthians, Palmeiras, Santos e Internacional.

“Estamos bem na tabela, acredito que possamos encostar no líder, tudo é possível, mas estou louca para treinar, ter contato com minhas companheiras, um contato mais próximo com o treinador, para poder entender a filosofia de trabalho. Isso vai acontecer quando eu voltar das Olimpíadas”, concluiu.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.