Esportes

Com prazo curto, Santos fica perto de comprar Bruno Marques

Gazeta
Gazeta Esportiva

25 de dezembro de 2020 - 07:00 - Atualizado em 25 de dezembro de 2020 - 23:45

O Santos deve concluir a compra de Bruno Marques nos próximos dias. O atacante está emprestado ao Lagarto (SE) até o dia 31 de dezembro.

Proibido pela Fifa de registrar novos contratos, o Peixe precisa confirmar a aquisição até a próxima quinta-feira. O valor de compra combinado é de R$ 600 mil, em três parcelas, por 70% dos direitos econômicos.

Como a Gazeta Esportiva antecipou, o Alvinegro mudou a estratégia após pressão de Andrés Rueda e do novo Comitê de Gestão. A diretoria assumirá oficialmente em janeiro, mas já trabalha nos bastidores.

Sem recursos financeiros e receoso por causa da punição da Fifa, o Santos de Orlando Rollo havia encaminhado acordo para empréstimo de dois ou três anos, com valorização salarial e uma taxa de vitrine.

O Peixe teria 35% de uma possível venda no decorrer do empréstimo e poderia adquirir 40% dos direitos econômicos por R$ 1,3 milhão, mais que o dobro. As condições eram bem vistas por Rollo, que não gastaria nada agora e teria o atleta para 2021.

O Comitê de Gestão de Andrés Rueda, porém, soube desse acordo e travou o negócio. As pessoas próximas ao novo presidente discordam do modelo de transação e preferem a compra por R$ 600 mil. O departamento jurídico entende que um novo registro pode ser enviado à CBF por se tratar de cláusula no empréstimo e deu aval para a aquisição.

Com 1,94 m de altura, Bruno Marques foi promovido ao elenco profissional após assumir a artilharia no Campeonato Brasileiro de Aspirantes. Ele tem dois gols em seis partidas desde então.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.