Bastidores

Com nova regra de troca de técnicos, Muricy não teria salvado o São Paulo em 2013

Gazeta
Gazeta Esportiva
Com nova regra de troca de técnicos, Muricy não teria salvado o São Paulo em 2013

26 de março de 2021 - 07:00 - Atualizado em 26 de março de 2021 - 07:15

Herói da campanha que salvou o São Paulo do rebaixamento em 2013, Muricy Ramalho não teria treinado o time se a nova regra do Brasileirão já estivesse em vigor. Ele foi o terceiro técnico do Tricolor naquele ano, e como a partir de 2021 será permitido que cada clube tenha apenas um, a história poderia ter sido diferente.

O time do Morumbi, então campeão da Copa Sul-Americana, começou a temporada com Ney Franco. Após eliminações frustrantes, problemas internos e a derrota para o Corinthians na Recopa, o treinador não resistiu e foi demitido. Para substituí-lo. a diretoria tricolor escolheu um velho conhecido: Paulo Autuori.

Foto: Divulgação/São Paulo

A CBF determinou que, em 2021, será permitido que os clubes tenham apenas dois técnicos ao longo do Campeonato Brasileiro. Ou seja, se a determinação da entidade estivesse em vigor em 2013, Muricy não poderia ter sido contratado pelo Tricolor, que teria de terminar a temporada com Autuori ou com um técnico interino. É impossível afirmar o que teria acontecido, mas a chegada do herói da permanência

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.