Atlético-MG

Com Atlético-MG, Cruzeiro e Corinthians no topo, clubes apresentam dívidas históricas em 2020

Gazeta
Gazeta Esportiva
Com Atlético-MG, Cruzeiro e Corinthians no topo, clubes apresentam dívidas históricas em 2020

4 de maio de 2021 - 08:00 - Atualizado em 4 de maio de 2021 - 08:30

O ano de 2020 foi um dos piores da história em termos financeiros para os clubes de futebol no Brasil. Devido a pandemia da covid-19, os top 20 times do país apresentaram déficits conjuntos de R$ -1,03 bilhão e as dívidas passaram pela primeira vez de R$ 10 bilhões, segundo estudo da Sportsvalue.

Os top 20 clubes, que geraram a maior receita da história em 2019, R$ 6,1 bilhões, viram o valor cair para R$ 5,1 bilhão em 2020. A redução, aliás, só não foi maior porque muitos clubes cresceram em receitas com transferências, o que amenizou os impactos. As receitas com transferências somaram R$ 1,6 bilhão em 2019, valor recorde, enquanto em 2020 chegaram a R$ 1,5 bilhão (tombo de 5,6%).

Com essa queda, as dívidas cresceram. Os déficits somados atingiram pela primeira vez na história R$ 1 bilhão, representando uma alta de 39%. Em 2019, os débitos foram de R$ 721 milhões. Já em 2018 foram de R$-35 milhões. Nos últimos 18 anos o valor já supera os R$ 3,5 bilhões.

O time mais endividado é o Atlético-MG, que está construindo seu estádio, com R$ 1,2 bilhão. Essa, inclusive, é a primeira vez que um clube apresenta esse valor. Na sequência, aparecem Cruzeiro, com R$ 962,5 milhões, e Corinthians, com R$ 949,2 mi. Os dois, aliás, passaram o Botafogo, que era até então a equipe mais endividada do Brasil.

(Foto: Reprodução)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.