Coritiba

Cobiçado pelo Coritiba, Rei da América em 2016 vive pior fase da carreira

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Cobiçado pelo Coritiba, Rei da América em 2016 vive pior fase da carreira

24 de dezembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 24 de dezembro de 2019 - 00:00

Eleito o melhor jogador da Copa Libertadores da América em 2016, Alejandro Guerra vive a pior fase da carreira. Em entrevista concedida à radio oficial do Coritiba, o presidente Samir Namur revelou que o clube não só tem interesse no atleta, como também está perto de acertar sua contratação. No entanto, desde que chegou ao Palmeiras, time que ainda detém seus direitos, o então Rei da América enfrenta uma queda drástica de desempenho.

Alejandro Guerra vive a pior fase da carreira (Foto: Luis Acosta/AFP)

Em 2016, temporada que o Atlético Nacional conquistou o título da Liberta, Guerra fez 34 partidas e foi às redes 10 vezes.

Não bastasse ter marcado três em 13 oportunidades no torneio continental, os gols foram em momentos decisivos. No jogo de volta contra o Huracán, válido pelas oitavas de final da competição, o meio-campista fez dois e garantiu a vaga para as quartas, duelo que ele também marcou.

Na temporada seguinte, o Rei das Américas foi contrato pelo Palmeiras pela bagatela de R$ 10 milhões. E as atuações não corresponderam ao valor exorbitante. Foram 38 partidas disputadas e apenas sete bolas na rede. Além dos números, as atuações estavam longe de agradar os torcedores do Verdão e o meia passou a amargar a reserva.

Em busca da redenção, Alejandro Guerra foi campeão do Brasileirão com o Palmeiras, mas pouco atuou em 2018. O venezuelano sofreu com a sua sexta lesão em menos de um ano e meio no Alviverde e entrou em campo apenas 8 vezes como titular. Em uma das outras 16 oportunidades que recebeu saindo banco de reservas, marcou seu único gol do ano.

O rendimento foi ainda menor em 2019. Sem sequer atuar pelo Verdão por conta das lesões, o jogador foi emprestado ao Bahia. Após 18 partidas, Guerra colocou apenas uma bola no fundo das redes e agora é cobiçado pelo Coritiba, recém-promovido para a elite do futebol brasileiro.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.