Esportes

COB anuncia indicados ao melhor atleta olímpico do ano

Gazeta
Gazeta Esportiva

11 de novembro de 2021 - 13:49 - Atualizado em 11 de novembro de 2021 - 15:15

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) anunciou, nesta quinta-feira, os indicados ao prêmio ao troféu de melhor atleta do ano do Prêmio Brasil Olímpico 2021. Os vencedores serão revelados no dia 7 de dezembro em cerimônia no Teatro Tobias Barreto, em Aracaju (SE).

Ana Marcela Cunha (maratonas aquáticas), Rayssa Leal (skate), Rebeca Andrade (ginástica artística), Hebert Conceição (boxe), Isaquias Queiroz (canoagem velocidade) e Ítalo Ferreira (surfe) são os atletas que estão na lista.

“Pela primeira vez no Nordeste, o Prêmio Brasil Olímpico celebrará a melhor campanha da história do país em Jogos Olímpicos. Tenho certeza de que será uma grande festa em homenagem aos atletas, técnicos e a todos que contribuíram para esse resultado memorável em Tóquio”, afirmou o presidente do COB, Paulo Wanderley.

“O esporte olímpico brasileiro estará muito bem representado por qualquer um desses atletas que conquistarem o troféu de Melhor Atleta do Ano. Os concorrentes são muito fortes e encantaram o país com a qualidade de suas performances em Tóquio”, completou.

Relembre as trajetórias dos atletas indicados ao melhor atleta do ano:

Ana Marcela Cunha: Levou o ouro nos 10 km da maratona aquática em Tóquio-2020. Já foi eleita seis vezes a melhor atleta do mundo na modalidade, a qual compete em provas de águas abertas desde os 14 anos.

Rayssa Leal: A “fadinha” que encantou o Brasil e o mundo conquistou a prata no skate street com apenas 13 anos. Com o feito, tornou-se a mais jovem atleta do país, entre homens e mulheres, a subir ao pódio na história olímpica.

Rebeca Andrade: Ao som de “Baile de Favela”, conquistou o primeiro ouro da ginástica artística feminina (salto) e se tornou ainda a primeira mulher brasileira a conquistar duas medalhas numa mesma edição olímpica.

Hebert Conceição: Na final olímpica contra o atual campeão mundial, o boxeador acertou um soco espetacular e nocauteou o adversário, conquistando a medalha de ouro e repetindo o feito de Robson Conceição nos Jogos Rio-2016.

Isaquias Queiroz: Único atleta brasileiro na história a ter conquistado três medalhas em uma edição dos Jogos, no Rio-2016, ainda buscava o ouro olímpico. Após uma final em que deixou os adversários muito para trás, o atleta da canoagem subiu no lugar mais alto do pódio.

Ítalo Ferreira: O primeiro campeão olímpico de surfe da história fez uma final emocionante nas águas da praia de Tsurigasaki, no Japão. Em uma das últimas ondas na disputa com Kanoa Igarashi, o atleta teve a prancha quebrada devida a força do mar, que estava agitado por causa da passagem de um tufão.