Athletico

Clubes aprovam o fim da venda de mandos de campo no Campeonato Brasileiro

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

27 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 27 de fevereiro de 2020 - 00:00

Os 20 clubes que formam a Série A do Campeonato Brasileiro votaram e aprovaram, nesta quinta-feira, o fim da venda de campo na competição nacional.

Apesar do veto, entretanto, a CBF poderá avaliar casos excepcionais por motivos técnicos. A informação foi divulgada pelo Uol Esporte.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) levou a proposta para ser votada entre os clubes. A venda de mando, até o ano passado, só era vetada nas cinco rodadas finais do Brasileirão. Antes disso, as equipes podiam levar jogos para fora de seus estados para ter um maior ganho financeiro.

Segundo a reportagem do Uol Esporte, o Flamengo era um dos clubes a favor da venda de mandos, com o argumento de que o Rubro-Negro é um time com torcida em todos os lugares.

Foi aprovada também a redução no número de atletas inscritos na Brasileirão. Até o ano passado os clubes podiam contar com até 45 jogadores. A partir de 2020, serão 40 jogadores inscritos por equipe, que poderá fazer até oito alterações durante a competição.

A CBF ainda levou a proposta de limitar a troca de técnicos, mas os clubes não quiseram discutir e sequer colocaram em votação.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.