Brasileirão Série A

Clássico do Brasileirão: Corinthians e São Paulo empatam em Itaquera

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

11 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 11 de novembro de 2018 - 00:00

Os corintianos reclamaram da arbitragem em pelo menos três jogadas capitais. (Foto: Reprodução/Twitter Corinthians)

Neste sábado (10), o jogo que teve lances duvidosos e arbitragem contestada acabou em 1 a 1

Corinthians e São Paulo empataram em 1 a 1 durante o jogo, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, nesta sábado (10) em Itaquera. O duelo foi muito tenso e marcado por lances polêmicos. Os corintianos reclamaram da arbitragem em pelo menos três jogadas capitais.

A pontuação dos times após o jogo não foi satisfatória para nenhum dos dois. O Corinthians chegou aos 40 pontos e permanece na parte intermediária da tabela. Já o São Paulo, com 58 pontos, continuou distante do líder Palmeiras e do título nacional da temporada.

Primeiro tempo entre Corinthians e São Paulo

O São Paulo teve um gol anulado logo aos 5 minutos de jogo. O uruguaio Gonzálo Carneiro aproveitou um cruzamento da direita e chutou para as redes, mas a arbitragem entendeu que o atacante estava impedido no momento da finalização e impugnou o lance.

Aos 9 minutos, o volante são-paulino Hudson aproveitou uma sobra na entrada da área, limpou o zagueiro corintiano e arriscou para o gol de Cássio, mas a bola subiu demais.

Logo depois, o Corinthains criou boa jogada pela direita e a bola chegou para Pedrinho, que foi travado ao tentar o giro.

O jogo estava bastante disputado, mas com divididas duras entre os jogadores. O árbitro Rodolho Toski Marques teve dificuldades para controlar os ânimos.

O Corinthians teve uma boa oportunidade em um chute de fora da área do lateral-direito Fagner. Mas o goleiro Jean encaixou bem a bola, sem dar chances de rebote.

Já o time visitante chegou perto de abrir o placar com o zagueiro Arboleda na pequena área, após cobrança de falta. Mas Cássio fez boa defesa e impediu o gol.

No entanto, aos 34 minutos, ocorreu o lance mais polêmico da primeira etapa: após confusão na área são-paulina, o meia Danilo finalizou à meia altura e o goleiro Jean deu um tapa para salvar a jogada. Os corintianos reclaramaram que a bola ultrapassou a linha do gol.

Pouco depois, o atacante paraguaio Romero caiu dentro da área após disputar a bola com um zagueiro adversário. Novamente, o time alvinegro e a torcida criticaram a decisão da arbitragem que mandou o lance seguir. Os donos da casa queriam a marcação de pênalti.

Antes do apito final do primeiro tempo, aos 48 minutos, outro polêmica surgiu. O volante Araos, que já havia recebido o cartão amarelo, deu um tapa no rosto do lateral-esquerdo Reinaldo e foi expulso de campo.

Inconformados, os jogadores do Corinthians cercaram o árbitro Rodolpho Toski Marques, que foi protegido por policiais militares no centro do campo.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, o duelo manteve o mesmo clima da primeira metade. Os jogadores estavam nervosos e as divididas continuaram ásperas. Nos 10 primeiros minutos, não houve lances de perigo para ambos os lados.

Aos 15, os corintianos voltaram a pedir pênalti em um lance dentro da pequena área entre Léo Santos e Arboleda. a bola bateu no braço do defensor equatoriano, mas a falta não foi marcada.

Três minutos mais tarde, Pedrinho fez uma linda jogada e quase abriu o placar para o Corinthians. O meia arrancou pela direita, levou a bola para o meio e chutou forte. Jean teve que se esticar para espalmar a bola pela linha de fundo.

O primeiro bom lance ofensivo do São Paulo no segundo tempo aconteceu somente aos 24 minutos. A bola sobrou na área para Bruno Peres, mas o lateral bateu fraco e facilitou a defesa de Cássio.

Entretanto, o Corinthians mostrou sua força e fez o primeiro gol. Aos 26 minutos, Pedrinho dominou um rebote na entrada da área e ajeitou para Ralf, que soltou uma bomba de fora da área: 1 a 0.

Quando o São Paulo parecia batido, Everton cruzou da esquerda e Nenê deu um ótimo passe para Brener, livre de marcação, empurrar para as redes do Corinthians.

Após o empate são-paulino, o Corinthians pareceu ter sentido o golpe e não criou outros lances de perigo para garantir a vitória, apesar de tentar chegar ao gol em pelo menos dois ataques. Já a equipe tricolor parece ter ficado satisfeita com o resultado e procurou administrar o placar.

 

 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.