Esportes

Casemiro aponta falta de respeito ao árbitro: “Na Europa, é muito difícil acontecer”

Gazeta
Gazeta Esportiva

14 de outubro de 2020 - 01:39 - Atualizado em 14 de outubro de 2020 - 02:45

Os peruanos ficaram irritados com a atuação do chileno Julio Bascuñan na derrota contra o Brasil, sofrida na noite desta terça-feira, pelas Eliminatórias Sul-Americanas. Ainda no gramado do Estádio Nacional de Lima, o volante Casemiro apontou falta de respeito ao árbitro.

Escolhido para conceder a entrevista oficial logo após a partida, o atleta do Real Madrid dialogou em espanhol. Quando terminava de falar sobre suas impressões a respeito do adversário, ele aparentemente ouviu insultos a Julio Bascuñan no estádio, que estava com portões fechados ao público, e tomou a iniciativa de abordar o assunto.

“Isso é uma falta de respeito. Às vezes, o árbitro pode se equivocar, mas sempre quer fazer o seu melhor. Então, acho que devemos ter um pouco de respeito. Também temos que falar disso. Porque o VAR está para ajudar, o árbitro está para fazer o seu melhor e temos que ter um pingo de respeito”, protestou.

Julio Bascuñan marcou dois pênaltis sobre Neymar no Estádio Nacional de Lima. No segundo, em lance amplamente contestado pelos donos da casa, o árbitro chileno viu falta dentro da área cometida por Zambrano sobre o camisa 10 da Seleção Brasileira.

“Na América do Sul, é sempre assim. Na Europa, é muito difícil acontecer isso”, disse, sobre os insultos ao juiz. “Sempre pode acontecer, porque o ser humano é assim. Mas nós, da América do Sul, temos que ter mais respeito com os árbitros”, completou Casemiro, que destacou o aspecto emocional da Seleção durante a virada em Lima.

“Acho que estivemos mentalmente muito fortes. Independentemente do resultado, seguimos fazendo nossa parte e trabalhando com o que a comissão técnica tinha passado. Essa foi a chave e, quando você trabalha, no final sempre tem êxito”, declarou.