Esportes

Casares avalia vender naming rights do Morumbi, mas reconhece dificuldades

Gazeta
Gazeta Esportiva

24 de março de 2021 - 07:00 - Atualizado em 24 de março de 2021 - 07:15

Com o objetivo de amenizar os problemas financeiros do São Paulo, o presidente Julio Casares avalia a possibilidade de vender os naming rights do Morumbi. No entanto, o mandatário reconhece que não será fácil realizar este tipo de negócio em um futuro próximo.

Em entrevista ao Canal do Nicola, Casares apontou que investimentos de grande porte não devem ocorrer tão cedo no futebol, considerando a crise econômica agravada com a pandemia do novo coronavírus.

“É um dos desafios mais difíceis. Primeiro, porque não tem a cultura do naming rights no Morumbi, tem uma resistência histórica, que já viramos essa página. Mas temos, hoje, uma crise mundial e depois, com o quadro da pandemia, todo tipo de investimento vultuoso é repensado. Então esse é um desafio que merece alguns anos aí para frente”, explicou.

“Acho que o naming rights será fruto de conversas um pouquinho mais para frente. Nós precisamos respirar, a economia, a vida a saúde e, depois disso, nós voltamos a ter, talvez, a sinalização de grandes investimentos no futebol brasileiro”, completou.

A venda dos direitos de nome dos estádios se tornou mais comum no futebol brasileiro nos últimos anos. Na cidade de São Paulo, as casas de Palmeiras e Corinthians recebem os nomes de Alliaz e Neo Química, respectivamente.