Esportes

Carol Solsberg é denunciada no STJD após comentário político em jogo de vôlei

Jogadora se manifestou politicamente após a decisão do 3º lugar do Circuito Nacional de vôlei de praia

Gazeta
Gazeta Esportiva
Carol Solsberg é denunciada no STJD após comentário político em jogo de vôlei
(FOTO: Divulgação/CBV)

28 de setembro de 2020 - 20:50 - Atualizado em 29 de setembro de 2020 - 10:55

A jogadora de volêi de praia Carol Solsberg foi denunciada pela procuradoria do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) nesta segunda-feira, após se manifestar politicamente ao fim da disputa pela medalha de bronze na etapa de Saquarema-RJ do Circuito Nacional.

Depois de vencer o confronto ao lado de Talita, a jogadora disse “Fora Bolsonaro” em entrevista aos canais SporTV.

A jogadora foi acusada de descomprir os artigos 191 e 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. O primeiro diz: “deixar de cumprir, ou dificultar o cumprimento de regulamento, geral ou especial, de competição”; e o segundo: “assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código à atitude antidesportiva”.

Segundo o termo de participação do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia 2020/2021, os jogadores não podem “divulgar, através dos meios de comunicações, sua opinião pessoal ou informação que reflita críticas ou possa, direta ou indiretamente, prejudicar ou denegrir a imagem da CBV e/ou os patrocinadores e parceiros comerciais das competições”. O termo “denegrir” é considerado racista.

No último dia 20, a CBV (Confederação Brasileira de Voleibol) publicou uma nota de repúdio reprovando o ato. “A CBV gostaria de destacar que tomará todas as medidas cabíveis para que fatos como esses, que denigrem a imagem do esporte, não voltem mais a ser praticados”, escreveu a entidade.