Esportes

Carneiro encerra passagem pelo São Paulo com apenas dois gols

Gazeta
Gazeta Esportiva

31 de março de 2021 - 07:00 - Atualizado em 31 de março de 2021 - 07:15

O contrato de Gonzalo Carneiro com o São Paulo chega ao fim nesta quarta-feira. Após o Tricolor optar por não renovar o seu vínculo, o atacante despede-se após uma passagem decepcionante e marcada pela suspensão por doping.

Carneiro chegou ao São Paulo em abril de 2018, após ter sido recomendado por Diego Lugano. O atacante era visto como uma promessa do futebol uruguaio e foi adquirido por um valor baixo, desembarcando no Morumbi como uma aposta.

Carneiro nunca conseguiu se firmar de vez pelo Tricolor, não convencendo os técnicos que o comandaram. Em sua primeira temporada, disputou 15 partidas e balançou as redes apenas uma vez, contra o Botafogo, em jogo válido pelo Brasileirão.

No entanto, o período mais delicado para o atacante teria início na temporada seguinte. Após uma partida contra o Palmeiras, pelo Paulistão, Carneiro foi pego no doping e suspenso pelo uso de cocaína. A punição original foi de 24 meses. No entanto, após o primeiro ano de suspensão, o uruguaio teve sua pena reduzida pela metade pelo TJD-AD (Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem), sendo reintegrado ao elenco comandado por Fernando Diniz.

Apesar de ganhar uma nova chance no São Paulo, o atacante foi pouco aproveitado pelo então técnico da equipe, mesmo após ter marcado o seu segundo gol pelo clube, contra o Red Bull Bragantino. O jogador teve um pequeno destaque apenas quando Vizolli assumiu o time interinamente. Fez um bom jogo contra o Grêmio, em Porto Alegre, porém se machucou no clássico contra o Palmeiras, perdendo os últimos jogos do Brasileirão.

Como a comissão técnica de Hernán Crespo entendeu que Carneiro não seria utilizado no time, o São Paulo optou por não negociar a renovação do contrato do atacante, que fica livre no mercado.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.